21 de setembro de 2010

Ela cresceu...

Antes, só uma menininha. Uma bonequinha, como ele mesmo gostava de chamar. Hoje, depois de anos, uma mulher.

Quando ele a viu, não acreditou. Tamanha coincidência se encontrarem ali. Tamanho espanto de ver que a bonequinha cresceu, era uma mulher. Foram minutos conversando, atualizando anos sem se ver, admirando como ela cresceu, como está diferente.

Talvez eles se vissem outros dias, ou talvez nunca mais. Ele resolveu pedir o telefone dela. Ela passou, mas nem se importou.

Outro dia, eles se encontraram assim por acaso. Ele a admirava, chamava de linda. Ela não estava nem aí...

Com o tempo veio o desencanto... aquilo já não fazia diferença. Ela já não era mais a boneca dele... era de outro, a princesinha de outro.

Ele? Se lamenta dela ter crescido... de eu ter crescido!

Nenhum comentário:

Postar um comentário