30 de abril de 2015

des(encontros)

a vida é cheia de encontros
e foi numa destras ruas que a gente se encontrou...

tinha tudo para ser,
mas não foi.
e alguém consegue explicar?

os planos nunca saíram do papel...
as promessas sempre ficaram nas mensagens trocadas nos solitários sábados a noite.

a culpa foi daquele reencontro que nunca aconteceu...

a vida é assim...
um desencontro sem fim!


Nenhum comentário:

Postar um comentário