5 de maio de 2016

incontrolável controle do coração

Entrou no ônibus com dificuldade
era mais um dia cheio
cheio de pessoas, de trabalho, de ideias.

Sentou, olhou pela janela, sorriu ao ver o céu azul.
Se distraiu...
quando se deparou com alguém no banco ao lado.
Ficou estática ao ver os seus olhos castanhos.

Era ele.
Petrificou-se!
Tentou não respirar alto,
não mexer nos cabelos,
não suspirar...

Esqueceu de tudo, do seu dia.
Do ônibus cheio,
das reuniões chatas que ela participaria,
dos seus planos pós-trabalho.

Aquele momento era ela,
dentro dela mesmo.
Controlando o incontrolável...
seu coração!



Nenhum comentário:

Postar um comentário